Loading...

segunda-feira, 3 de março de 2014

ALGUNS ENTENDIMENTOS ERRADOS SOBRE EZEQUIEL 18

Ezequiel era um sacerdote,filho de Busi, e estava na Babilônia, numa região próxima ao rio Quebar, um canal de irrigação proveniente do rio Eufrates. Deus o chamou para ficar junto dos exilados, pois o profeta podia ficar mais longe deles, se quisesse. E assim começa seu ministério.
Ele passa por uma série de coisas estranhas, começando no capítulo 3 por diante,não falo aqui dos querubins, mas de outros fatos, o a ordem de Deus para ele comer fezes, para tipificar que o povo rebelde iria comer comida imunda, por vontade de Deus, e assim ele vai continuando a pregar a um povo rebelde.
A linguagem de Ezequiel 18 começa com um ditado, onde o significado é: os pais pecam, e os filhos sofrem as consequências. Acontece que muita gente entende isso literalmente,mas é uma figura de linguagem,uma metáfora para explicar os pecados. Alguns pregadores entendem isso literalmente, e aí se perdem.É preciso identificar na Bíblia o que é literal e o que é figurado e simbólico. Se não levar isso em conta, se perde.
Ezequiel cita Jr 31.29,30, um ditado muito conhecido em israel, e que Deus fez com que ele fosse mudado. A responsabilidade é pessoal, cada um pagará seus erros. Isso aqui, como dizem alguns, não é maldição hereditária, é um erro dizer isso, pois é consequência dos erros de cada um. Havia isso no Pentateuco: Ex 20; 21.15; 22.18; Lv 20.9,11. Deus não estava dizendo algo novo. Estava enfatizando para que esse ditado, errôneo, cessasse logo.
Ele fala de três gerações, cada um agindo de modo diferente, um pai injusto, um filho justo, e outro injusto. A justiça não salva o injusto, nem a injustiça condena o agora justo. É preciso haver continuidade na justiça, não se pode achar que por fazer algo bom no passado, vai haver salvação, se houver injustiça nas mãos do outrora justo.
Para Deus vale o aqui e agora. Passado é passado. É preciso estar em pé diante dele. Deus relaciona alguns pecados nos versículos 6-9; se fizerem o que se diz ali, são injustos; se não fizerem, são justos. Algo repetido em Isaías 58 e 59; Amós 2, e Oseias. Nos capítulos 16, 22 e 23, Ezequiel mesmo mostra todas as abominações de Jerusalém, desde os líderes até os mais baixos na classe social.
Desse modo, é preciso estar atento ao que diz a Bíblia, para que a interpretação e ensinamento da Palavra seja bem abalizado, se não, se aprende errado, muda-se a letra, se nega o Nome de Deus. Lembremos que metáfora é algo figurado, conotativo; literal é denotativo. Isso é importante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário