Loading...

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

O ORGULHO DE SER MACHO

Esse mundo está cada vez mais louco. Fico olhando como as coisas estão mudando de rumo. O feio é bonito e o bonito, feio. Mudou mesmo os valores. Ser certo, hoje em dia, não é uma boa coisa. O bom mesmo, para muitos, é ser devasso ou desonesto.
Alguns segmentos, se não me engano, fazem, de vez em quando, passeatas pelo mundo afora, falando do orgulho de  fazerem e serem determinada coisa, o que é um direito deles. O orgulho de serem  femininos. Eles têm todo o direito. Estava pensando nisso certo dia. Fazem-se passeatas proclamando por aí o orgulho de serem o que são, por que não se fazer uma passeata proclamando o orgulho de ser macho? Sei lá, os homens estão até pintando unha, passando creme, rapando os pelos, indo ao cabeleireiro; colocam creme para tudo no corpo,e são chamados de metrossesexuais, entre outras coisas. Seria uma boa fazermos isso. O orgulho de ser macho.Macho à moda antiga. Devíamos fazer isso, não acham? Os machos deveriam se unir em todo o Brasil para fazerem isso.Aqui, se Marcaria em um lugar, em Boa Viagem ou no Marco Zero, num dia de domingo. De preferência um dia de sol. Antes, se convocaria através da mídia falada e escrita, na internet, Facebook, e as demais redes. Por que não fazer isso? Eles não fazem suas passeatas e têm o maior prazer em ser o que são? Vamos nos unir então para que possamos difundir o orgulho de ser macho, viril. Vamos fazer isso, minha gente, eu convoco vocês. Somos machos e nos orgulhamos disso. Precisamos difundir nossa ideologia também, assim como “eles” difundem a deles. Vamos tomar as praças com ousadia a nós inerentes; vamos lá, é nossa oportunidade de mostrar o quanto é bom ter uma convicção, como tantos outros têm. Esse é um orgulho que a nós é muito caro, natural. Orgulho de ser macho.Repito, nada contra quem não tem esse orgulho.
Uma das formas que achei inovadora e formarmos a Sociedade Tosteterônica  de Pernambuco, com sede em Recife. Não vamos discriminar ninguém, bater em ninguém, mas apenas reunir os homens, HOMENS, que são poucos hoje em dia. Nossas mulheres, filhas, esposas, noivas, namoradas e amigas, poderão participar dessas reuniões, todas que quiserem apoiar essa ideia, essa atitude de resgatar a macheza natural. Façamos isso antes que seja proibido ser macho, antes que seja crime ter tosteterona no corpo. Repito, será proibido discriminar quem ama ter  progesterona.
Iremos difundir, nessa cidade, com alegria e a certeza de ser o que nós pensamos que somos. E somos de verdade. Orgulho de ser macho. Soa bem esse nome, não acham? É preciso ter  gosto para isso. Todos precisam se dar conta de que existe um mundo além das fronteiras das ideologias que diferem da nossa. Vamos lá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário