Loading...

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

EXAGERO



cheguei ao templo e vi a igreja alegre, bem arrumada, cheia de gente. As luzes acesas davam um tom de alegria. Fora isso, já sentíamos a presença do Espírito Santo nos envolvendo. É maravilhoso estar na presença de Deus, sentir aquele clima espiritual.
A primeira coisa que notei foi a zoada absurda do conjunto; pensei se eles não ficaram surdos de tanta zoada. Compreendi então os processos e denúncias sofrendo pela igreja há alguns meses. Na minha opinião não precisa disso não. Para quê? Num templo onde há uma boa reverberação da música, não precisa um conjunto tocar tão alto. Os músicos tocam com se estivessem tocando em cima de um trio elétrico ou então no Recifolia ou outra coisa do gênero. Que absurdo. A pessoa não pode nem se concentrar. Eu fico logo com dor de cabeça. Parece que eu estou dentro de um motor de caminhão. Isso é apenas uma das coisas que acontecem nas igrejas atualmente, principalmente as da ASSEMBLÉIA DE DEUS. O engraçado é que guitarra era proibida nos nossos templos, e hoje em dia, qualquer pode ver que está liberado; não que eu concordasse com essa proibição. Nada a ver. O fato de cuscuz ser oferecido ao diabo não quer dizer que eu não tenha que comer isso. O que estou falando é que não deveria ser tão alto, fazer tanta zoada. Pelo que me lembre, a única vez que vi um conjunto tocar numa altura razoável foi lá em Carpina. Tocavam bem sem precisar fazer aquele barulho ensurdecedor. Gostei muito deles.
Uma outra coisa que é comum hoje em dia é o fato de haver tantos órgãos. Não aqui que pensem que sou contra isso. De maneira nenhuma. Lá em Corintios Paulo nos diz que o culto é com ordem e decência. É como deve ser os cultos em nossas igrejas. Geralmente se dá oportunidade a esses órgãos e não sobra tempo para a palavra de Deus, que é o principal em um culto. Isso só é bom para dois tipos de pessoas na igreja. Os pregadores que não sabem nada da Bíblia e os que vivem em dissolução. Esses “adoram” quando há esse erro na Casa de Deus. Não procuram crescer em nada. Pregam e aceitam heresias.
Dão oportunidades aos órgãos até se exaurir o tempo para pregação. Acho que deveria haver rodízios desses órgãos. Nessa congregação mesmo da qual eu falo, há oito. Deveria cantar no máximo três por Domingo ou pelas festas. Além dos órgãos há a programação feita pelas pessoas que organizam-na. Assim, vai-se o tempo para a pregação. O culto fica incompleto pela falta de organização e incompetência de alguns dirigentes. Nós devemos falar, se não está certo; não somos obrigados a ficarmos calados, não. Se está errado, reclamemos, pois. Temos esse direito. Deixemos que os alienado achem que é errado; eles não sabem o
que é isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário