Loading...

domingo, 18 de janeiro de 2015

A HORA QUE É ANIMADA

Quem assiste o programa Hora Animada, no Canal 14, já percebeu como são aqueles bonecos que apresentam, e como eles se irritam um com o outro, brincando. É um programa, destinado, segundo um funcionário falou a mim, para adultos e crianças, embora, pareça, algumas vezes, que é para adultos, devido às tiradas que é preciso mais do que criança para entender. É verdade que eles passam bons valores, principalmente cristãos. Não há ninguém apresentando, como seu congênere antes da compra do Canal 14, pelo pastor Ailton José Alves, sob os auspícios da Assembleia de Deus em Recife. É bom frisar que foi uma boa compra pela igreja, pois essa TV tem sido fonte de bênçãos em muitos de seus programas, como o Lição de Vida, entre outros. São sempre três bonecos que apresentam o programa. O primeiro, bem alegre e desinibido, Davizinho, o segundo, Filipinho, e a bonequinha Rebequinha, de quem os garotos mais gostam. Davizinho faz o estilo super engraçado, sempre contrariando todo mundo com suas tiradas atravessadas, tipo os palhaços que conhecemos da mídia brasileira. Rebequinha parece ser muito doce, sempre pedindo a Davizinho para se acalmar. Agora, sem dúvida, o mais “adulto” de todos é Davizinho, por causa das tiradas que ficariam melhor num programa como o Lição de Vida. Não sei se as crianças gostam ou entendem tudo que falam, mas a verdade é que há algo de bom neles, do contrário nenhuma criança assistiria. Talvez eles devessem melhorar na linguagem, “baixasse” mais o nível delas, e, ao invés de ser destinado a adultos e crianças, ficasse só sendo para crianças, pois programas de adultos já há bastante na grade dessa TV. Um dos momentos mais esperados do programa é quando fazem o quadro “O que é o que é”, no qual leem as perguntas que os ouvintes mandam, ou eles mesmos fazem essas perguntas, de modo bem lúdico, como os gritos de Davizinho, da forma mais absurda possível. Creio ser um dos momentos mais esperados pelas crianças. O ensino bíblico é o que mais eles buscam, o que é um ponto positivo do programa, já que a Palavra de Deus é que transforma a sociedade. Numa época como a nossa, onde os valores são tão combatidos, um programa onde eles são cultivados é sempre bem vindo. Já que estão enchendo nossas crianças de violência, com os programas que passam nas outras TVs, essa, pelo menos, apesar de algumas deficiências, está fazendo um belo trabalho. Desse modo, um programa infantil dessa estirpe é o que estávamos precisando, já que os que passavam na TV, em sua maioria, tinha apresentadoras seminuas, músicas sem muito conteúdo, e influências nefastas que a mídia quase não criticava. Não estou dizendo que esse programa é o suprassumo da programação infantil da TV de Pernambuco, mas é algo que merece ser assistido pelas crianças, evangélicas ou não. Até os desenhos animados são evangélicos, onde predomina os valores que os pequenos devem aprender. Sem contar com a evangelização, que não deve deixar de fora as crianças. Talvez, se houvesse alguém apresentando, ficasse, digamos, mais animado. Poderiam levar algumas crianças, de vez em quando, para contracenar com os bonecos. Haveria um maior interação com o público. Mas para isso, deveriam aumentar o tempo do programa. Outro quadro do programa é aquele onde são mostrados as fotos que o público evangélico manda, seja de adultos, seja de crianças; anos atrás o público evangélico jamais imaginaria isso, pois TV era “coisa do diabo”. Quem tivesse uma em casa, era considerado um hipócrita, ou poderia até ser disciplinado. Hoje, estamos pregando o evangelho por esse sistema, e temos até programa infantil! Que mudança, hem, Assembleia?

Nenhum comentário:

Postar um comentário