Loading...

quinta-feira, 17 de abril de 2014

O CORDEIRO PASCOAL

Nesses dias, o que se fala é só Páscoa, coelhos, chocolate, comercio,etc. Tudo muito bonito, bom, legal. Chocolate é bom, mas o que muita gente não sabe, é que essas coisas ditas acima não têm nada a ver com a Páscoa. Nada.
Tudo começou quando Deus, depois de 430 anos de escravidão do povo de Israel no Egito, resolveu tirar ele de lá. Essa promessa foi feita a Abraão, que deu origem ao povo hebreu. O povo de Israel era dividido em 12 tribos, e seu libertador, Moisés, era da tribo de Levi. Quando
foi chamado, Moisés morava em Midiã, povo descendente de Abraão também, através de sua mulher Quetura. Após ter matado um homem que maltratava seus irmãos, Moisés, na época príncipe do Egito, fugiu, para que Faraó não o matasse. Foi lá que Deus falou com ele para tirar seu
povo da escravidão.
Depois de nove pragas contra a terra de Cam, Deus diz que ainda mandará uma, a última, na qual, iriam morrer todos os primogênitos do Egito, desde o animal até o filho de Faraó, o representante do deus Rá. À meia noite, o Anjo da Morte passou pelo Egito e matou todos os primogênitos de lá, sem ver classe social nenhuma. Foi um clamor enorme na terra do Egito. Mas os hebreus se salvaram, pelo fato de
Deus ter avisado sobre a maneira de se safarem de tudo.
Eles teriam que matar um cordeiro sem defeito e comer ele apressado,como quem vai sair logo de um lugar, vestidos, e com seus cajados na mão. O sangue do cordeiro deveria ser aspergido nos umbrais da porta,para que o anjo da morte não entrasse naquela casa e matasse o primogênito de lá. Então, todos os filhos dos israelitas foram salvos,por causa desse ato redentor. O cordeiro era comido com ervas amargas,para lembrarem o sofrimento no Egito. Até hoje os israelenses fazem isso, comemorando a saída da terra de Cam. O interessante é que os ossos desse animal não deveriam ser quebrados, algo até profetizado no
Salmo 22, de Davi, e o 69, entre outras passagens. A Pessach,passagem, como é interpretado, fala disso, dessa redenção, e aponta para Cristo, sacrifício que ele fez na cruz do Calvário, um ato redentor. Cristo é chamado de o "Cordeiro Pascoal", "Cordeiro de Deus,que tira o pecado do mundo, conforme disse seu precursor, João Batista, o mesmo que teve a cabeça levada num prato para a amante de Herodes". Ele, Jesus, é o verdadeiro sentido da Páscoa, e não coelhos e chocolates.É uma aberração que veio do paganismo, depois de Constantino, no século 4, ter tornado o Cristianismo a religião do império. Ele dava privilégios a quem fosse da religião, e por isso 
muita gente entrou sem ser convertido, sem o encontro com Cristo, no qual acontece algo chamado novo nascimento, uma transformação interior operado pelo Espírito Santo, após o indivíduo confessar ao Messias como Salvador. Desse modo, ele torna-se filho de Deus por adoção,conforme Romanos capítulos 4 e 5.Então, eles vinham com seus costumes pagãos e começaram a misturar as práticas pagãs com  as práticas da igreja primitiva, daí surgindo essa mistura que hoje conhecemos. Mas a Páscoa é o próprio Cristo, ele é o cumprimento dos sacrifícios que eram efetuados nos tempos bíblicos. O cumprimento é o antítipo, a profecia, o tipo,conforme a hermenêutica bíblica. Eis a verdadeira Páscoa. Essas informações estão no livro de Êxodo, capítulo 12, a instituição dessa festa.É absurdo como distorceram a festa e o sentido dela, pondo essas coisas que não têm nada a ver, apenas para ganhar dinheiro. Mero comercio.
Isso acima dito, está escrito no Velho Testamento.No Novo Testamento foi instituído a Santa Ceia, na qual Jesus institui a comemoração da sua morte, "até que ele venha". O pão é seu corpo, e o vinho, o sangue. Segundo disse Jesus, com sua morte, ele "atrairia a muitos", o que de fato aconteceu, conforme registrado o incidente no Pentateuco,
quando serpentes ardentes mataram a muitos, devido ao pecado que cometeram. A cura foi fazerem uma serpente de bronze, de modo que, ao olharem para ela, fossem curados. Cristo foi levantado,como foi aquela serpente no deserto, um tipo dele, e todos que olharem para ele serão salvos.
Coma chocolate, gaste seu dinheiro, mas não se deve pensar que estão comemorando a Páscoa, ele se comemora com Cristo, o verdadeiro sentido dela, e não chocolate, coelhos, e outras misturas.Fora do que a Bíblia instituiu, é anátema.
--
E Jesus lhes disse: Ninguém,que lança mão do arado e olha para trás, é apto
para o reino de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário